domingo, 26 de junho de 2011

A frase de engate mais eficaz do mundo

Ok, com este título acabei de atrair tudo quanto é depravado Yeah! :) Portanto assim sendo, senhor depravado vamos largar o Porntube 5 minutinhos e preparamo-nos para aprender a pick-up line infalível. Quando a souberes vais poder aproximar-te de qualquer mulher e deixá-la maluca a tremer das canetas. Use with caution.

A razão de ter decidido revelar este segredo ancestral prende-se com o facto de, aparentemente, esta ser uma das questões mais recorrentes no universo masculino.

Há uma demanda muito grande nesta questão por isso eu (que sou um coração mole) resolvi acabar com toda a incerteza e por tudo em pratos limpos.

Ok chega de rodeios, vamos directos à questão. Estás preparado?

Cá vamos nós.

Então…ao veres uma mulher que capte o teu interesse, diriges-te a ela imediatamente. De seguida olha-la nos olhos e dizes com um ar entre o inspirado e o surpreendido: “Olá”

Aponta depressa num papel e repete-a muitas vezes para não te esqueceres! A frase de engate infalível é “Olá”

:)

Ok, estava a brincar.

Se bem que nem toda esta conversa é ridícula sabes. E a “frase infalível” que acabei de te dar tem muito de acertada…

Quando comecei a aprender sobre a atracção estava na disposição de fazer o que fosse preciso para deslindar todas as dúvidas na minha cabeça.

Uma dessas dúvidas era como é que eu podia iniciar uma interacção sem espinhas.

Ou seja, como é que eu podia começar uma conversa com uma desconhecida qualquer, de modo a que ela ficasse tão encantada com a minha distinta 1ª frase que me desse o número dela na hora de bom grado e com um sorriso de orelha a orelha de preferência.

Ou seja, como é que eu podia fazer para ser poupado à difícil e ingrata tarefa de estar agora a iniciar uma conversa normal com um ser humano do sexo oposto.

Ou seja, como é que eu podia fazer com que ela ignorasse por completo a minha falta de qualidades sociais e se limitasse a ser uma fofinha.

Ou seja, como é que eu podia fazer para eliminar a incerteza da rejeição

Voilá.

Depois de tanto entulho chegámos à única palavra que importa nesta matéria: Rejeição.

Mais propriamente o medo da rejeição.

Os homens querem frases de engate infalíveis porque isso elimina a ânsia de não saber como a mulher irá reagir. Como acontece se ele disser algo como…”Olá… :) Tudo bem?”

É que a seguir a um “Olá, tudo bem?” pode vir um “Eu por acaso conheço-te de algum lado seu estupor de merda?”

E essa ideia é tenebrosa para muitos homens. A ideia de ser rejeitado é inconcebível. Como se a rejeição vinda de uma estranha que não sabe absolutamente nada sobre ti ou sobre os teus valores significasse alguma coisa.

Claro que não significa, mas a imagem perfeita que os homens que procuram frases de engate infalíveis têm de si próprios impede-os de assumir uma falha. Um erro. Uma rejeição.

Isso significaria que a projecção imaculada de si próprios que tanto lhes tem custado criar e proteger, viesse por aí abaixo que nem um castelo de cartas.

É claro que isso seria a melhor coisa que lhes podia acontecer na vida mas eles ainda não sabem disso.

Se és um destes homens e ainda estás a ler este texto parabéns! Isso demonstra que estás farto dessa sensação de medo e incerteza e que queres resolver o problema.

Eu consigo entender perfeitamente como te sentes, não só por já ter passado por isso mas também porque, continuo a passar.

Verdade seja dita, mesmo depois de todo o caminho que já percorri, continuo a notar essa ansiedade. É claro que ela já não me domina como dominava antes mas, não haja dúvidas, continuo a senti-la.

Surpreso? :)

Bem…embora talvez fosse bom para a minha imagem, seria uma grandessíssima hipocrisia da minha parte, vir para aqui dizer que não sinto qualquer tipo de pressão/ansiedade quando abordo uma mulher.

Sinto.

Nem sempre, mas acontece.

E, provavelmente, tu nunca te vais livrar dela também. Ao contrário do que possas pensar, isto é um bom sinal.

É, até certo ponto, inevitável, porque para não haver qualquer pressão/ansiedade tu tinhas de estar completamente nas tintas para o resultado dessa interacção e se estás a ler este post certamente que não estás...é um pau de dois bicos (mais um paradoxo).

Para não sofrer tens de estar liberto de todo e qualquer tipo de desejo. Havendo desejo, há possibilidade de frustração, dor e sofrimento.

Se tens o desejo de encontrar uma mulher de qualidade que te preencha e faça sentir o homem mais feliz do mundo, então não acredito que te livres da pressão.

A ansiedade está na própria essência do teu desejo.

Claro que existem técnicas (como a meditação por exemplo) que te ajudam a lidar com essa sensação.

A mais rápida e eficaz a reduzir drasticamente esse medo é uma técnica que, como já deves ter adivinhado, implica…pegar no boi pelos cornos :)

A forma de fazeres com que o medo pare de te dominar é obrigares-te a fazer o que te mete medo vezes sem conta.

Eu nunca fui dos rapazes mais tímidos mas para tentar acabar com esse sentimento de ansiedade já fiz de tudo...um dia pensei no pior cenário que podia acontecer em caso de rejeição. Cheguei à conclusão que na pior das hipóteses podia levar um tabefe nas trombas. É claro que nenhuma mulher por mais furibunda que esteja dá tareia num caramelo que se aproxima dela a dizer “Olá. Tudo bem?” com um sorriso simpático na cara mas eu já estava por tudo… lol

Então após esta magnífica conclusão, comecei a perguntar calmamente às mulheres se elas podiam fazer o especial favor de…me esbofetear…imagina só…

Eu sei que é de loucos.

Mas isto era uma espécie de “Ok, vamos lá despachar já a parte chata para passarmos à parte em que dizes que me amas” :) Se era eu próprio a pedir-lhe que ela fizesse o pior dos cenários que eu imaginei então dali em diante seria sempre a somar!

Foi nessa altura que percebi que

Começar logo por bater no fundo elimina o medo de bater no fundo.

Parecendo que não, esta entrada de rompante tinha alguns benefícios. Primeiro já não estava ansioso com a incerteza de levar um tabefe (ia com a certeza de o levar :) e depois com uma entrada destas tirei da minha cabeça o Mr Perfect. Para além disso este início garantia que ela me prestava a sua máxima atenção. Obrigou-me ainda a desenvolver o dom da palavra e a não dar tanta atenção à rejeição. Depois desta experiência tentei ainda mais umas entradas espinhosas como por exemplo acusá-la de ser um homem ou de ter chumbado 23 vezes na pré-primária. A certa altura parecia mesmo que estava a fazer os possíveis para ser rejeitado…

Acho que lhe ganhei o gosto.

All in good fun.

Foi uma terapia do caraças!

Pedia números de telefone a mulheres que certamente, em casos normais teriam merecido mais atenção da minha parte e rasgava-os no 1º caixote do lixo que encontrasse.

Às vezes ainda olhava 1 segundo para o bilhete como que a perguntar se não estaria a cometer um erro de palmatória mas por outro era uma sensação de liberdade única.

Com isso também quebrei um outro mito que diz que arranjar números de montes de mulheres é uma tarefa Hercúlea. Na verdade isso são tudo tretas. Só quem não tentou fazê-lo poderá achar que é difícil. A única coisa que tens de fazer é pedir-lho. (Vá, esta é de borla…)

A sério! :) É claro que isto implica que a páginas tantas possas ter de ouvir o sempre saudoso “Para que é que queres o meu número?!” (Hmmm…assim de repente não estou bem a ver para que poderá servir uma coisa dessas…) ou o mais amistoso “Nem penses que te vou dar o meu número LOOSER!” e isso por sua vez implica que tenhas de lidar com a rejeição.

E esse, mais uma vez, é que é o verdadeiro problema. Perguntar não é nem nunca foi o problema. O problema é que uma pergunta implica uma resposta. E a resposta pode muito bem ser um “Não, bem-haja” ou um “Vai-te tratar…”.

É claro que também implica um eventual “Sim, bem-haja” ou um “E se eu te desse antes um linguado de 30 minutos?” mas aparentemente estes não são tidos em consideração.

Se queres saber, a maior parte das mulheres não tem lá grande problema em dar-te o número delas. É claro que não é chegares do nada ao pé dela e largares a bomba (se bem que isso até funciona mais vezes do que seria de esperar)…eu tinha a minha forma própria de pedi-lo mas essa forma aprendi-a em 5 minutos (Se tanto).

Arranjar números é a coisa mais fácil do mundo. Conseguir que o número que tu arranjas-te depois dê sinal de vida já é uma história bem diferente... :)

Elas dão o número com relativo à vontade porque sabem que só te respondem se quiserem.

Teres o número ou o e-mail dela não garante nem significa nada. Se não a cativas(-te) como deve ser ela vai ignorar-te exactamente como faz cara-a-cara.

Bem, mas estamos a fugir ao tema…

Isto tudo é só mesmo para dizer que não existem frases de engate infalíveis e quem te disser que tem uma é porque provavelmente nunca a testou.

Nenhuma frase vai fazer o “trabalho sujo” por ti.

Depois de iniciar interacção com tantas mulheres, de dizer inúmeras bacoradas sem nexo e de experimentar todas as frases de engate que os gurus que eu lia na altura me sugeriam, devo dizer que a frase que provou ser a mais naturalmente impactante foi um simples e modesto…“Olá”.

Dei voltas e reviravoltas, ruminei horas sem fim, fiz mil e uma previsões, apenas para vir parar exactamente ao sítio onde estava quando comecei. O meu complicómetro é um espetáculo… lol

Um simples “Olá” é mais do que suficiente porque não é o início nem é o final que interessa…é o meio. Se o meio não fosse importante os autocarros não tinham janelas.

Se souberes o nome dela ainda melhor. Um “Olá Tânia! Tudo bem?” sempre acompanhado por um sorriso descontraído e natural é ouro sobre azul.

É difícil explicar como é que 3 letrinhas apenas conseguem este efeito mas garanto-te que a maioria das mulheres responde incrivelmente bem a este cumprimento. E eu não li isto em nenhum livro…

Experimenta por ti. Esquece o ar de mauzão. Esquece os comentários cheesy que numa folha de papel ou num ecrã parecem perfeitos mas depois na realidade não funcionam bem como seria de esperar. Basicamente não compliques o que é fácil, a roda já foi inventada há muito tempo. Sê tu próprio, sem artimanhas espertinhas e manhosas e sem a fria manipulação, essa é a forma mais poderosa de atracção que existe.

David Veríssimo

labirintotransparente@gmail.com

9 comentários:

Anónimo disse...

eu sempre gostei do mystery method e resulta. mas tens alguma razão, bom blog

David Veríssimo disse...

Obrigado amigo. Na verdade eu sou o 1º a admitir que o Mystery Method, como um todo, sem dúvida que resulta...para relações superficiais. O que, em si, não tem nada de errado, atenção!

Simplesmente nunca poderá existir uma ligação pura com genuína consideração pela mulher, usando métodos deste género. Not in a million years.

Quantidade é uma coisa, qualidade é outra.

Atingir objectivos é uma coisa, atingir objectivos da forma que eles devem ser atingidos é outra.

Atraíres uma mulher é uma coisa, construíres uma relação de intimidade com ela enquanto a atrais é outra completamente diferente.

Tudo depende do que tu queres.

Abraço

Anónimo disse...

Gostei muito deste blog, e obrigado pelos conselhos. Muito boa apreciação e boas comparações.

Um abraço! :)

Anónimo disse...

Muito bom o blog, parabéns, e tambem penso da mesma maneira sobre isto. Umas simples tres palavras ditas de forma humilde e carinhosa resultam.

Um abraço. :)

David Veríssimo disse...

Obrigado pela força!

Aparece sempre que quiseres e continua a tratar as mulheres com respeito e de forma genuína independentemente das palavras que decidas usar ;)

Um abraço.

Anónimo disse...

muito bom o texto

rabiscoperdido disse...

isso pode até funcionar no dia a dia, com uma mulher... mais se vc em uma balada tentar abrir um set com 3 mulheres por exemplo, vc será rejeitado em 2 segundos, por que olá ela ja ouviu uns 50 na noite... mulher quase nunca é racional e sim sentimental...

David Veríssimo disse...

Olá rabiscoperdido,

Muito obrigado pelo teu feedback.

Aquilo que eu escrevi no post não é o que eu imagino que resulte, é o que resultou na minha vida pessoal, só isso.

Nunca até hoje me aconteceu ser rejeitado por dizer "Olá Tânia, tudo bem?" seja em que circunstância for.

Não me interpretes mal, eu já fui rejeitado montanhas de vezes... :) simplesmente não por causa disso. É sempre pelo que acontece a seguir à interação inicial.

Honestamente a verdade é que o que tu dizes para iniciar a interação tem muito pouca influência no desfecho final da mesma. É um detalhe altamente sobrevalorizado pelos homens.

Não importa o que tu dizes, importa COMO tu o dizes e o que acontece a seguir ou qual é a tua energia base durante a interação.

Não importa como a interação começa nem como ela acaba, apenas importa o que acontece entre estas duas fases.

Tu podes iniciar interação com 1, 2, 3, ou 10 mulheres dizendo a maior bacorada do mundo e ainda assim acabares a jantar com uma delas nesse mesmo dia. Já me aconteceu mais que uma vez.

Este desfecho deve-se não ao que eu disse para iniciar a interação mas sim ao que aconteceu DURANTE a interação. É nessa fase que os homens precisam de se concentrar e não em pormenores irrelevantes como são uma ou duas frases feitas para ganhar a atenção da mulher inicialmente.

Ricardo Morais disse...

tenho um simples comentário a fazer: adorei a forma descontraida, simples e aberta com que o tema foi falado mas sobretudo pelo grande respeito demonstrado pela Mulher. Ricardo